Nomenclaturas, como OPEX e CAPEX, fazem parte do rol das mais comuns na administração empresarial. Conhecer esses termos e entender a sua aplicação ajuda os gestores a realizarem escolhas mais adequadas para o negócio, principalmente no que diz respeito ao planejamento financeiro da empresa.

Nesse contexto, uma das dúvidas mais comuns dos gestores está em entender a diferença entre CAPEX e OPEX, bem como sobre quando é possível utilizar cada um desses conceitos na empresa.

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo com um panorama completo sobre o tema, trazendo dados conceituais, explicando quando cada um deles é utilizado, seus benefícios e dicas de como definir os índices de OPEX e CAPEX da sua empresa. Ficou curioso? Então, continue a leitura e entenda mais sobre o tema!

O que é OPEX e quando ele é utilizado?

OPEX é a sigla para a expressão em inglês Operational Expenditure, que, em tradução livre, significa despesa operacional. Ou seja, OPEX é sinônimo das despesas de uma empresa associadas com despesas com a manutenção de equipamentos, custos com mão de obra, instalações, aluguel, água, luz, internet, entre outros.

Também são considerados despesas operacionais os gastos com publicidade, as despesas de escritório, os honorários advocatícios e contábeis, o seguro, as taxas em geral, as despesas com viagens, os gastos com veículos, a folha de pagamento e os custos com a compra de matéria-prima. Um exemplo muito comum e conhecido de OPEX são as despesas com terceirização de TI para conserto de equipamentos, como computadores e impressoras.

Isso significa que o OPEX está vinculado aos custos contínuos que uma empresa tem para se manter em pleno funcionamento. Todas essas despesas são dedutíveis de impostos no mesmo ano em que são realizadas, diferentemente do que acontece com o CAPEX, como você verá mais adiante.

Entram no rol de despesas operacionais todos os gastos habituais de uma empresa, por isso, é importante que o gestor realize o gerenciamento desses gastos, devendo adotar boas práticas para um consumo consciente, reduzindo as despesas sem impactar na qualidade dos produtos e serviços que são entregues aos seus clientes.

O que é CAPEX e quando ele é utilizado?

CAPEX é a sigla para a expressão em inglês Capital Expenditure, que, em tradução livre, significa despesas de capital. Dessa forma, ele é utilizado para indicar os recursos que uma empresa utiliza para a compra de bens de capital.

Mas o que são bens de capital? São considerados de capital todos os bens adquiridos pela empresa com o propósito de expandir a capacidade da companhia de gerar lucros. Dessa forma, os ativos adquiridos são bens ou serviços que melhoram a produtividade de um equipamento ou da rotina de um setor.

Nesse grupo, são incluídas, por exemplo, a compra de veículos, a construção ou expansão física da empresa, a compra de uma nova máquina ou de um equipamento etc.

Na prática, o tipo de negócio que a empresa gerencia influencia fortemente na natureza do CAPEX, uma vez que empresas de serviço, por exemplo, costumam ter custos diferenciados de uma empresa que atua no fornecimento de produtos.

Além disso, é importante que o gestor tenha conhecimento que a vida útil de cada bem influencia também na gestão financeira e contábil, uma vez que os bens que têm a sua vida útil estendida além do ano fiscal devem capitalizar a despesas na forma de amortização, o que é aplicável no caso de propriedades intelectuais, como o registro da marca.

Já no caso de bens tangíveis, como máquinas e equipamentos, a capitalização deve ser feita na forma de depreciação. Com isso, torna-se possível fazer uma distribuição mais adequada dos custos desses bens sobre sua vida útil, considerando os regulamentos e as normas fiscais em vigor.

Quais são as diferenças entre OPEX e CAPEX?

Como você pôde ver na conceituação, CAPEX e OPEX são expressões que estão diretamente relacionadas com processos de despesas, sejam eles operacionais, sejam eles de aquisição de capital para a compra de produtos e serviços.

A diferença entre elas está no direcionamento de cada despesa. Enquanto a aquisição de um novo equipamento envolve uma estratégia de CAPEX, os custos para manutenção desse mesmo equipamento estão vinculados com o OPEX.

Na prática contábil, isso significa que OPEX e CAPEX têm diferentes impactos na contabilidade das empresas.

Como definir os índices de OPEX e CAPEX da empresa?

O cálculo para a contabilização do OPEX e do CAPEX é diferente. No caso do OPEX, o cálculo é simples, uma vez que basta realizar a soma das despesas ao longo de um determinado período de tempo. Com a análise do resultado obtido por meio da soma das despesas, a empresa tem condições de conhecer melhor suas demandas, estando financeiramente preparada para cobrir situações futuras.

O cálculo do CAPEX, por sua vez, é um pouco mais complexo. Para chegar ao valor, é necessário aplicar a seguinte fórmula:

CAPEX = VARIAÇÃO DOS ATIVOS – VARIAÇÃO DOS PASSIVOS

Com o resultado, a empresa tem condições de avaliar os seus custos de investimento, desenvolvendo estratégias que lhe permitam adotar práticas visando ao aumento dos seus lucros.

O apoio de profissionais especializados na área contábil contribui para que a análise dessas informações e o planejamento financeiro do negócio sejam feitos de forma adequada. Ou seja, considerando os custos de uma forma ampla e avaliando as informações geradas sobre o negócio de maneira estratégica, visando à qualificação do processo de tomada de decisões.

Como você pôde ver ao longo deste artigo, conhecer o OPEX e o CAPEX é extremamente importante para o desenvolvimento de uma empresa, tendo em vista que eles oferecem dados estratégicos que podem ser usados tanto no planejamento quanto na rotina de gestão financeira e operacional da organização.

Agora que você já conhece a diferença entre OPEX e CAPEX, que tal aprofundar o seu conhecimento sobre gestão? Então, confira nosso post com 5 dicas para não ter o fechamento do caixa empresarial no vermelho.

Escreva um comentário