Imagine que a sua empresa apresenta um excelente faturamento, fideliza clientes e obtém lucros bem interessantes. No entanto, você percebe que uma parte do estoque passou do prazo de validade ou que determinado processo está levando três vezes mais tempo para ser concluído. Isso significa que está faltando eficiência operacional no seu negócio.

Mas, afinal, o que é essa tal de eficiência operacional? Como impacta o negócio e como implantá-la? É o que vamos abordar neste artigo. Acompanhe!

O que é eficiência operacional e qual a sua importância?

O termo refere-se à busca de um melhor desempenho por meio de técnicas de gestão capazes de aumentar a produtividade, reduzir custos e melhorar a qualidade dos serviços e produtos. Ele passa por diversas atividades importantes para o seu negócio, como o atendimento ao cliente, o ritmo de produção, a velocidade de entrega, a organização da logística, entre outras.

Desenvolver a eficiência operacional vai além do corte de custos. Está ligado à entrega de produtos com máxima qualidade, aproveitando os recursos disponíveis de maneira inteligente e diminuindo erros e desperdícios.

Essa eficiência pode fazer a diferença entre você e os concorrentes do setor, o que aumenta a satisfação dos clientes e até mesmo as possibilidades de investimentos da sua empresa.

Como calcular a eficiência operacional?

A maneira mais eficaz de avaliar a eficiência operacional é com o uso de números. Eles são sempre precisos para indicar o crescimento ou as perdas de qualquer tipo de negócio. Coloque no papel os valores gastos em manutenção, o total de faturamento e o tempo de espera entre investimento e retorno. Perceba em quais pontos esses custos podem ser otimizados e o que fazer para isso.

Outro aspecto importante é monitorar o tempo gasto em etapas produtivas ou na entrega do produto ao consumidor. Busque maneiras de agilizar esses processos, adotando novas práticas ou contando com a ajuda da tecnologia.

Como alcançar essa eficiência?

Algumas ações podem ser adotadas para que a eficiência operacional seja uma realidade na sua empresa.

Promova treinamentos

A margem de erros cai muito quando os colaboradores sabem exatamente como devem fazer o trabalho. Para isso, faça treinamentos mostrando o passo a passo de cada atividade e a importância desses protocolos para a qualidade dos trabalhos.

Pesquise fornecedores

A pesquisa de fornecedores deve ser uma constante no seu negócio. Isso porque, além da possibilidade de conseguir insumos mais baratos, você pode acordar melhores condições de pagamento e de entrega.

Mantenha os equipamentos em dia

Para a eficiência operacional, não basta ter boas máquinas. É necessário que elas estejam em pleno funcionamento, o que exige que a manutenção seja feita com frequência.

Além disso, vale a pena ficar por dentro de novas tecnologias, não só as relacionadas ao ramo da sua empresa, como as que envolvem gestão e controle financeiro. Diversas ferramentas podem ajudar a ter um controle maior das movimentações, permitindo a identificação de gargalos na administração.

Fique de olho na concorrência

Manter a competitividade do seu negócio requer atenção para todas as novidades e mudanças do setor. Leia publicações especializadas e preste atenção em como a concorrência desenvolve o trabalho. Em alguns casos, uma nova técnica, ferramenta ou abordagem é capaz de otimizar muito os processos.

Contar com a eficiência operacional é essencial para manter a sua empresa em uma concorrência justa com as demais, sobretudo em tempos de mudanças rápidas e mercado dinâmico como os que vivemos atualmente. Agora que você já sabe o que é e como medi-la, pode começar a mensurar esses aspectos do seu negócio.

Para promover uma gestão ainda mais eficaz e eficaz, confira as 6 melhores práticas de governança corporativa. Boa leitura!

Escreva um comentário