Empreendedores que têm pequenas ou médias empresas, geralmente, negligenciam alguns conceitos, atribuindo-os apenas àqueles que têm grandes empreendimentos. No entanto, engana-se quem pensa que governança corporativa é um assunto exclusivo de grandes organizações.

Dar a devida atenção a essa prática desde cedo pode contribuir muito para o sucesso e o crescimento de um negócio, independentemente do seu tamanho.

No artigo de hoje, mostraremos 6 dicas e melhores práticas para que você possa desenvolver a governança corporativa em seu negócio. Acompanhe!

1. Defina bem as políticas organizacionais

Algumas pessoas podem discordar dessa afirmação, mas essa, sem dúvidas, é uma das melhores práticas de governança corporativa. Por esse motivo, ela está elencada no nosso primeiro tópico.

Apenas criar ou estabelecer uma hierarquia — vamos discutir mais sobre ela em outro tópico deste artigo — pode não ser suficiente para o seu negócio. É necessário definir como os diversos setores da empresa atuarão e a forma mais eficiente de chegar a essa definição é por meio de uma política organizacional bem definida.

Essas políticas, após sua definição, tornam-se parte dos princípios da organização da empresa, que são convertidos em orientações focadas e objetivas sobre como determinados colaboradores agirão frente a determinadas situações.

O objetivo principal delas é contribuir para melhorar a qualidade da gestão do negócio e, consequentemente, fazer a empresa conquistar resultados estratégicos.

2. Forme um conselho consultivo

O conselho consultivo é um grupo de profissionais que têm diferentes perfis, mas, especialmente, uma vivência de mercado e já enfrentaram vários desafios como os que a sua organização está enfrentando ou pode a vir a ter que enfrentar no futuro.

Geralmente, esse conselho é composto de 3 a 5 profissionais e eles têm o objetivo de trocar experiências com os gestores ou diretores da empresa a fim de facilitar a tomada de decisões gerenciais importantes e que podem impactar o futuro do negócio.

Tenha cuidado para não confundir o conselho consultivo com o administrativo. Ele deve, primordialmente, servir como uma forma de aconselhamento nas ações que você deve tomar em seu negócio.

3. Estabeleça hierarquias de forma clara e transparente

Agora, chegamos a um ponto bastante delicado: a definição de hierarquia. Essa terceira dica merece muita atenção e grande cuidado. Saber definir esse critério de forma clara entre setores e funcionários garantirá o perfeito funcionamento da sua empresa como um todo.

Esse passo é tão importante que, caso seja feito de forma incorreta, pode prejudicar até mesmo a produtividade dos colaboradores. Quando um empregado recebe ordens de várias pessoas, a tendência é que ele fique sem saber ao certo o que fazer, mantendo dúvidas e incertezas que podem, em alguns casos, levá-lo ao erro.

No entanto, quando ele tem consciência de quem é o seu líder, fica mais fácil filtrar as informações, podendo seguir as orientações e os mandamentos apenas daquele que é considerado o seu superior.

Além dos benefícios para a equipe, não podemos deixar de mencionar que definir bem uma hierarquia dentro do processo de governança corporativa facilitará o acompanhamento e o controle dos resultados do seu negócio, permitindo, assim, que o gestor cobre determinadas ações aos departamentos específicos e a seus respectivos líderes.

4. Trate todos os níveis hierárquicos de forma igualitária

Como já mencionamos neste artigo, apenas determinar uma hierarquia não garantirá a governança corporativa do seu negócio. É preciso, igualmente, respeitar todos os níveis hierárquicos de forma igualitária.

Isso mostrará aos colaboradores, de um modo geral, que todos têm uma grande importância na organização e que nenhum cargo — por mais que seja o de um superior a quem outro empregado responde — é mais importante que outro.

O ideal é cultivar na mente dos seus funcionários que todos os que fazem parte do empreendimento têm sua relevância e que a falta de apenas um pode pôr em risco todo o andamento do negócio.

5. Mantenha os documentos organizados

À medida que a sua empresa vai crescendo, é necessário um maior volume de processamento de dados, bem como a prestação de contas dos setores para a gestão da empresa.

Consequentemente, aumentará o número de relatórios, demonstrativos e demais documentos que precisam ser elaborados. Com isso, também vai crescer a necessidade de manter todos esses papéis organizados. O ideal é que todo documento tenha a sua data de elaboração, o colaborador que o confeccionou e o solicitante.

Fazendo isso, você não terá dor de cabeça quando precisar saber a origem de determinado relatório ou, simplesmente, em que lugar foi armazenado determinado demonstrativo — ou documento importante.

É essencial ficar atento a um detalhe: de fato, manter uma empresa organizada é fundamental para o seu crescimento, entretanto, vale ter cuidado para não armazenar documentos demais. Atualmente, a tecnologia nos proporciona ótimas formas de armazenar documentos por meio de arquivos na nuvem, sendo assim, você pode utilizar essa alternativa. Além disso, verifique a relevância e a usabilidade do documento que será armazenado.

6. Crie um plano de ação

Por fim, é fundamental que você tenha um plano de ação bem definido para o seu negócio. Nesse documento, devem estar dispostas todas as metas de curto prazo, além dos objetivos de longo prazo. Ademais, é necessário definir também os passos que devem ser dados para que cada um deles seja alcançado. Entretanto, apenas criar o plano de ação não é o suficiente para contribuir para a governança corporativa.

É necessário que todos os colaboradores tenham acesso a esse planejamento estratégico, ou, pelo menos, à parte dele, para que possam acompanhar o andamento dos objetivos da empresa. Além disso, você também precisa criar mecanismos para acompanhar as metas e os objetivos e, se necessário, alterar algum ponto para garantir que o plano se concretize no prazo definido.

Ao seguir essas práticas de governança corporativa, o seu negócio terá um altíssimo nível de gestão e administração. Consequentemente, isso contribuirá para melhorar o seu desempenho e a lucratividade com o passar do tempo.

Gostou do artigo de hoje? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto ou tem algo a mais para acrescentar a ele? Então, deixe um comentário logo abaixo! A sua opinião é muito importante e valiosa para nós!

Escreva um comentário